Vibrolipoabdominoplastia (Nova técnica Abdominoplastia)

INFORMAÇÃO GERAL

Vibrolipoabdominoplastia (Nova técnica Abdominoplastia) – é uma intervenção que melhora a aparência global do corpo e da zona abdominal, remove o excesso de gordura e aumenta a tensão nos músculos da parede abdominal. A Vibrolipossucção está associada a esta técnica tornando-a menos evasiva e com uma recuperação mais confortável e com melhores resultados.

 

DURAÇÃO DO PROCEDIMENTO

Em média este procedimento tem a duração estimada de 3 a 4 horas.

 

ANESTESIA

Este procedimento pode ser realizado com anestesia local, mas na grande maioria dos casos é preferível utilizar anestesia geral.

 

TEMPO DE INTERNAMENTO

Cada caso é um caso e de acordo com as primeiras horas do pós-operatório a situação será avaliada, contudo, no máximo poderá ficar internada 24 horas.

 

POSSÍVEIS COMPLICAÇÕES

Por norma não há complicações, contudo é importante que o paciente saiba que, embora raras, elas podem acontecer. Na abdominoplastia podem ocorrer hematomas no local em que foi retirado o excesso de gordura, a dor pós operatória também é frequente e pode causar por breves horas a sensação de arrependimento. As alterações na cicatriz são pouco comuns mas também podem acontecer. Todas estas situações são auto-reversíveis ou de tratamento fácil.

 

CUIDADOS PRÉ-OPERATÓRIOS

  • Ser-lhe-ão solicitados alguns exames de rotina pré-operatória que aumentam a confiança e a segurança do acto cirúrgico. O seu cirurgião solicitará a realização de análises sanguíneas, uma Raio-X de tórax e um electrocardiograma (no caso de ter mais de 40 anos).
  • No caso de pessoas obesas recomenda-se um emagrecimento prévio, que deverá ser supervisionado por um nutricionista e/ou endocrinologista. Deverá juntar a isso um aumento da prática desportiva, predominantemente da parte respiratória e abdominal;
  • Deverá aumentar a sua prática desportiva para melhor e mais rápida ser a sua recuperação;
  • Deverá levar consigo, para o hospital, uma cinta ou body recomendada pelo seu cirurgião;
  • Não tomar quaisquer medicamentos que contenham ácido acetilsalicílico ou que alterem a coagulação sanguínea por pelo menos 10 dias antes da cirurgia.
  • Deverá cumprir no mínimo um jejum de 7 horas, com restrição de alimentos e líquidos, antes da hora da cirurgia.

 

CUIDADOS PÓS-OPERATÓRIOS

  • No pós-operatório imediato é colocado no seu quarto com as pernas ligeiramente elevadas com o objectivo de evitar a tensão sob a parede abdominal.
  • Deve praticar movimentos com os pés e pernas durante o período em que está internado;
  • Permanecerá 24 horas de repouso absoluto na cama;
  • O primeiro levante é acompanhado de um enfermeiro que lhe dará todas as indicações de postura, sabendo que deve evitar a extensão completa do corpo;
  • O penso será feito no dia seguinte à cirurgia, os drenos retirados no segundo dia e é também colocada a cinta;
  • Deverá utilizar a cinta constantemente (dia e noite), podendo ser retirada durante breves períodos para aliviar a sensação constante de pressão;

 

Deve saber que:

- São colocados, também, drenos para permitir a saída de serosidade ou pequenas quantidades de secreção sanguinolenta e retirados após 48 horas.

- Após a retirada da venda compressiva, coloca-se uma cinta especial que deve ser usada constantemente (dia e noite) durantes as primeiras oito semanas, podendo, entretanto, ser retirada durante breves períodos, a fim de aliviar a sensação de pressão constante.

- As suturas são retiradas entre a primeira e segunda semana após a cirurgia.

 

É normal:

- Sentir uma dor leve nas primeiras horas depois da cirurgia que será aliviada com analgésicos. Em caso de dor intensa, deverá avisar o enfermeiro para que este possa administrar medicação que o ajudará no controlo da dor;

- Ter a presença de um pequeno repasse de sangue através da incisão, nas primeiras 48 horas;

- Ligeiro aumento de temperatura nas primeiras 48 horas, podendo ir até aos 38º;

- Presença de edema no abdómen que vai desaparecendo gradualmente a partir da terceira semana, aproximadamente;

- Equimoses em pequenas áreas na região abdominal, que desaparecem gradualmente a partir da quarta semana;

- A sensibilidade do abdómen diminui nos primeiros dias do pós-operatório mas normaliza progressivamente.

 

É importante:

- Dormir com a cabeça ligeiramente elevada e as pernas flectidas;

- Repouso absoluto durante os dois primeiros dias;

- Poderá realizar breves passeios, mantendo o corpo sempre ligeiramente flectido para evitar tensão na cicatriz depois das 48 horas.

- Evitar molhar o penso até serem retirados os pontos e só depois disso poderá tomar banho;

- Não realizar actividades físicas nem desportos agressivos durante 8 semanas;

- Não realizar esforços abdominais durante seis semanas;

- Não conduzir até passado quatro semanas.

 

 

EXPECTATIVAS

Inicialmente já se notam algumas alterações na sua forma que deverão melhorar dia após dia, mas deverá ter tempo e paciência, pois somente após cerca de 6 meses é que o corpo atingirá sua forma definitiva. O tempo de recuperação para actividades normais, como trabalhar varia de 12 a 20 dias.

Lembre-se que a sua auto-estima, vontade e dedicação ao pós-operatório fazem a diferença entre um bom e um mau resultado e isso está nas suas mãos.